THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Artistas mulheres mais sensuais do CINEMA

Marilyn Monroe
Quando os produtores de cinema fizeram a cena em que Marilyn Monroe tem sua saia levantada pela ventania de uma estação de metrô, talvez não tivessem imaginado que ela iria entrar para a história. Por isso, Marilyn Monroe, representante maior da sexualidade feminina nas telonas, não podia ficar fora da primeira posição. A atriz atiçou, em uma época pós-guerra, o desejo masculino e é uma das responsáveis pela extrema vaidade das mulheres modernas. Por outro lado, existem também seus críticos: muitos acreditam que ela ajudou a motivar o pensamento machista da mulher como "objeto de desejo". Polêmica ou não, Marilyn com certeza marcou não só sua geração, mas todas as outras que viriam em seguida.




Brigitte Bardot é o grande símbolo sexual dos anos 60 e 70. Com suas curvas e lábios carnudos, a atriz e cantora francesa conseguiu continuar o que Marilyn Monroe tinha feito, mas ainda mais ousada. Em meio a um grande furor, fez cenas de nudez sem qualquer tipo de inibição. Não é à toa que é considerada uma das deusas do cinema.


Angelina Jolie é a maior representante do fenômeno das celebridades que assola o mundo atualmente. Ao lado de Brad Pitt, seu parceiro, a atriz é considerada uma das mais importantes dos Estados Unidos. A beleza selvagem da morena fez com que ela ganhasse milhares de fãs ao redor do mundo. Seus papéis fazem questão de realçar este lado.


Raquel Welch
Ao contrário de outras musas da década de 60, Raquel Welch era conhecida apenas por seu corpo e não por dotes artísticos. Seus filmes se resumiam a produções baratas, bobas e facilmente esquecíveis. Bastava ter seu nome nos créditos, porém, que essas mesmas obras tornavam-se clássicos instantâneos. Sabendo disso, os executivos de Hollywood não economizavam em mostrar seu corpo sarado.


Halle Berry
Primeira negra a ganhar o Oscar de melhor atriz, Halle Berry nunca hesitou em mostrar suas curvas nas telonas. Talvez um dos papéis mais polêmicos de sua carreira seja em A Última Ceia, quando no desespero da decadência sexual, sua personagem apareceu mais sensual do que nunca.




Ava Gardner não tinha uma beleza sutil. Seu olhar penetrante fez com que grandes cineastas, como Cecil B. De Mille caíssem a seus pés após inúmeros papéis de peso. Na década de 60, quando chegou definitivamente ao estrelato, teve gente que a chamou de "a mais bela mulher do mundo."






Sophia Loren
Lenda viva do cinema italiano, Sophia Loren está no hall das atrizes que conseguiram ganhar grande destaque fora da Europa. Em 2007, aos 72 anos, a estrela fez um ensaio sensual para o Calendário Pirelli, mostrando que ainda conservava o status de símbolo sexual.




 

Rita Hayworth tinha o perfil da mulher forte, sensual e chique, tão valorizada nos filmes da década de 40. Em filmes como Gilda e Bonita Como Nunca, a atriz tornou-se uma das mulheres mais desejadas do mundo, na época. Seus dotes como dançarina também impressionavam. Assim, ela entrou na lista de grandes artistas que realçaram a imagem de "glamour" que Hollywood transmitia. tinha o perfil da mulher forte, sensual e chique, tão valorizada nos filmes da década de 40. Em filmes como Gilda e Bonita Como Nunca, a atriz tornou-se uma das mulheres mais desejadas do mundo, na época. Seus dotes como dançarina também impressionavam. Assim, ela entrou na lista de grandes artistas que realçaram a imagem de "glamour" que Hollywood transmitia.


0 comentários:

Artistas mulheres mais sensuais do CINEMA

Marilyn Monroe
Quando os produtores de cinema fizeram a cena em que Marilyn Monroe tem sua saia levantada pela ventania de uma estação de metrô, talvez não tivessem imaginado que ela iria entrar para a história. Por isso, Marilyn Monroe, representante maior da sexualidade feminina nas telonas, não podia ficar fora da primeira posição. A atriz atiçou, em uma época pós-guerra, o desejo masculino e é uma das responsáveis pela extrema vaidade das mulheres modernas. Por outro lado, existem também seus críticos: muitos acreditam que ela ajudou a motivar o pensamento machista da mulher como "objeto de desejo". Polêmica ou não, Marilyn com certeza marcou não só sua geração, mas todas as outras que viriam em seguida.




Brigitte Bardot é o grande símbolo sexual dos anos 60 e 70. Com suas curvas e lábios carnudos, a atriz e cantora francesa conseguiu continuar o que Marilyn Monroe tinha feito, mas ainda mais ousada. Em meio a um grande furor, fez cenas de nudez sem qualquer tipo de inibição. Não é à toa que é considerada uma das deusas do cinema.


Angelina Jolie é a maior representante do fenômeno das celebridades que assola o mundo atualmente. Ao lado de Brad Pitt, seu parceiro, a atriz é considerada uma das mais importantes dos Estados Unidos. A beleza selvagem da morena fez com que ela ganhasse milhares de fãs ao redor do mundo. Seus papéis fazem questão de realçar este lado.


Raquel Welch
Ao contrário de outras musas da década de 60, Raquel Welch era conhecida apenas por seu corpo e não por dotes artísticos. Seus filmes se resumiam a produções baratas, bobas e facilmente esquecíveis. Bastava ter seu nome nos créditos, porém, que essas mesmas obras tornavam-se clássicos instantâneos. Sabendo disso, os executivos de Hollywood não economizavam em mostrar seu corpo sarado.


Halle Berry
Primeira negra a ganhar o Oscar de melhor atriz, Halle Berry nunca hesitou em mostrar suas curvas nas telonas. Talvez um dos papéis mais polêmicos de sua carreira seja em A Última Ceia, quando no desespero da decadência sexual, sua personagem apareceu mais sensual do que nunca.




Ava Gardner não tinha uma beleza sutil. Seu olhar penetrante fez com que grandes cineastas, como Cecil B. De Mille caíssem a seus pés após inúmeros papéis de peso. Na década de 60, quando chegou definitivamente ao estrelato, teve gente que a chamou de "a mais bela mulher do mundo."






Sophia Loren
Lenda viva do cinema italiano, Sophia Loren está no hall das atrizes que conseguiram ganhar grande destaque fora da Europa. Em 2007, aos 72 anos, a estrela fez um ensaio sensual para o Calendário Pirelli, mostrando que ainda conservava o status de símbolo sexual.




 

Rita Hayworth tinha o perfil da mulher forte, sensual e chique, tão valorizada nos filmes da década de 40. Em filmes como Gilda e Bonita Como Nunca, a atriz tornou-se uma das mulheres mais desejadas do mundo, na época. Seus dotes como dançarina também impressionavam. Assim, ela entrou na lista de grandes artistas que realçaram a imagem de "glamour" que Hollywood transmitia. tinha o perfil da mulher forte, sensual e chique, tão valorizada nos filmes da década de 40. Em filmes como Gilda e Bonita Como Nunca, a atriz tornou-se uma das mulheres mais desejadas do mundo, na época. Seus dotes como dançarina também impressionavam. Assim, ela entrou na lista de grandes artistas que realçaram a imagem de "glamour" que Hollywood transmitia.



Bookmark and Share

0 comentários:

Enviar um comentário